AJUDE O INSTITUTO GEM A EDUCAR AS CRIANÇAS NA PRESEVAÇÃO DO MEIO AMBIENTE, P/ AJUDAR (93)8122-0233

AJUDE O INSTITUTO GEM A EDUCAR AS CRIANÇAS NA PRESEVAÇÃO DO MEIO AMBIENTE, P/ AJUDAR (93)8122-0233

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Fotos aéreas mostram extração ilegal de madeira em terra indígena no MA.

Imagens foram feitas por membros do Greenpeace em sobrevoo na região.
ONG encaminhou denúncia a órgão ambientais, que deverão visitar o local.
Para extração da madeira, acampamento foi improvisado na selva. (Foto: Greenpeace/ Divulgação) Integrantes da organização não governamental (ONG) Greenpeace registraram a extração irregular de madeira na Terra Indígena Caru, no município de São João do Caru, no noroeste do Maranhão. A ONG fotografou a atividade na semana passada durante um sobrevoo feito no Pará, em Mato Grosso e no Maranhão.

Siga o Globo Amazônia no Twitter

Foram feitas imagens aéreas de 2 caminhões carregados de toras e de um acampamento improvisado no meio da selva. Segundo o Greenpeace, a TI Caru já teve pelo menos 9% de sua vegetação derrubada e, do alto, é possível ver estradas abertas na mata para a retirada da madeira.
A ONG encaminhou denúncias sobre a atividade ilegal para órgãos que podem fiscalizar a região, como a Fundação Nacional do Índio (Funai) e o Ibama. Por meio de sua assessoria de imprensa, a Funai informou que está sabendo sobre a extração irregular de madeira na terra indígena.

ONG também registrou a presença de caminhões com toras. (Foto: Greenpeace/ Divulgação) saiba mais
Projeção do Imazon aponta para possível retomada do desmatamento na Amazônia Amazônia terá R$ 3,9 mi para recuperação de áreas degradadas Filhote de peixe-boi é resgatado no AM Acre cria lei para que moradores recebam pela conservação da floresta Mais velho indigenista na Amazônia já foi flechado no pulmão, no ombro e no rim
--------------------------------------------------------------------------------
"A instituição está tomando as devidas providências para conter o desmatamento ilegal nessas terras", disse a Funai, em nota. Segundo o comunicado, agentes da Funai, da Polícia Federal, da Força Nacional e do Ibama já estão reunidos no Maranhão para uma outra operação. Os agentes deverão fiscalizar a TI Caru nos próximos dias, de acordo com a Funai.

Se você vive ou viajou para a Amazônia e tem denúncias ou ideias para melhorar a proteção da floresta, entre em contato com o Globo Amazônia pelo e-mail globoamazonia@globo.com. Não se esqueça de colocar seu nome, e-mail, telefone e, se possível, fotos ou vídeos.


Fonte: Do Globo Amazônia, em São Paulo

Nenhum comentário:

Postar um comentário